quarta-feira, 4 de maio de 2011


NASCER

para as mães

Não é preciso primavera para se vislumbrar alguma coisa que nasce.

Quando o sol se põe nasce a noite.

De longe, ao observarmos o por do sol, percebe-se que se formos desarvoradamente ao seu encontro, permaneceremos nele pra sempre. E poderemos ver o crepúsculo dando voltas na terra.

Mas isso é um pensamento.

Também é um pensamento que a tarde tem asas cor de fogo que se fecham no horizonte.

Igual no meu sentimento.

No cenário escuro de uma imensa noite, pode-se ver nascer um amor, uma saída, uma mudança ou um filho.

E outro,

em um outro amanhecer.

12 comentários:

Cláudia Paulino disse...

Sempre linda e poética,
Maria Helena !!!
Sempre adoooro !!!
Beijooocas da CAU

grandibarrros disse...

Lelena,
Que beleza!Gostei desta bela homenagem ás mães.Desde já a parebenizo pelo seu dia
bjs
Eduardo

Belvino disse...

Amei!

Esta semana também vi um gatinho nascer dendágua! Quaschorei...

http://vimeo.com/22765005

catasonho disse...

Lindo Lelena! Felis dia das mães pra você!

catasonho disse...

Lindo Lelena! Feliz dia das mães pra você!

blanca disse...

Pensamento é o que vc mais se da o direito e isso é o que eu admiro!
Obrigada amiga

clenio disse...

lindo, especial,obrigado por mais esta beleza. feliz dia das mães!

regina disse...

Puxa, gostei demais!!
Lindo mesmo!

Fouad Talal disse...

maravilha de acho seu blog lelena.
parabéns!
um abraço.

Lelena Lucas disse...

Obrigada, Claudinha e Eduardo, sempre tão presentes mesmo de longe. Belvino, e o gatinho ficou bem? Valéria, thanks, querida.
Blanca, a admiração é recíproca.
Clênio, valeu!
Regina, se você gosta eu me sinto aprovada, minha parceira de tantas.
Fouad, vi que você lida com as palavras. Vou ver mais de perto, obrigada pela visita tão gentil.

Bijush disse...

Lelena, quem faz essas ilustrações?
Gostei muito do seu blog.

Júlio

Lelena Lucas disse...

As ilustrações são minhas, Júlio. Que bom que você gostou.