sábado, 14 de março de 2009


PEQUENINA SURPRESA

 

Uma joaninha pousou na minha bolsa, com certeza pra me trazer sorte.

Chamei meu pequenino pra ver. Ficou olhando.

Ela vai é ficar com vontade de ser sua namorada, você um menino tão bonito.

Mãe! Como é que eu vou beijar uma boquinha tão pequena?!?

É mesmo, filhinho. Só se você virasse um minúsculo duende. Melhor beijar umas boquinhas maiores e mais adequadas, tudo no seu tempo.

Você me chamou só pra isso?

Só.

Gostei. 

9 comentários:

Maria Clara disse...

Oi!
estava por aqui mantando a saudade dos seus textos! rsrs
Beijo

Walmir disse...

Mas você também anda com umas idéias malucas, hein Lelena? Onde já se viu insinuar que a bichozinha ia se namorar do menino. Ele tem mais juízo do que você.
Beijo, querida. Saudades.

Lelena Lucas disse...

Oi, Maria Clara! Você andou sumida, que bom tê-la de volta.

Pois é, Walmir. Mas essas idéias malucas às vezes tornam a vida mais divertida, não é? Saudades de você também.

Lua disse...

tbm gostei mt
seu filho parece ser uma pessoinha extremamente interessante
gosto mt do seus textos com ele!
beijos

Anônimo disse...

Maria Helena, acho que vc já nasceu dançando e escrevendo poemas, mas depois dos filhotes ficou ainda mais "bailarina e poetisa" de tanta inspiração que eles te trazem, né ? Delícia isso... Beijos procês !!! CAU

Lelena Lucas disse...

Os meninos sem dúvida inspiram a gente.
Beijos, Lua.
Beijos, Cau.

Anônimo disse...

Oi Lelena, de vota ao planeta é bom encontrar a humanidade melhorando a cada poesia sua. É tanta delicadeza nas percepções que dá vontade de ser parte do cenário só pra entrar no seu quadro. Aliás, lindos também os desenhos, dos quais sou fã a tempos.

Beijo, Sérgio.

Lelena Lucas disse...

Obrigada Sérgio, fico até sem graça. Você é um grande amigo e nossas trocas sempre foram de grande riqueza para mim. Um beijão pra você também.

Valéria disse...

Delicioso! O texto e a sua imaginação. Êta meninos e meninas especiais, que dão um colorido e trazem muita alegria pra vida da gente. Muito bom tê-los! E que nos inspirem... sempre.