quinta-feira, 23 de julho de 2009


UNS DIAS

Na beira do rio ele supôs semear peixes. Era pra ser uma praticidade. Achei mais pra bonito.

Observei como as borboletas se juntam no barro da margem.

Uma outra, azul cintilante, pousou perto de nós na pedra. Ele se remeteu às bandejas e cinzeiros que elas enfeitavam em outros tempos, felizmente em desuso. Achei engraçado porque eu quase nem me lembrava.

Aqueles poucos dias se passaram assim, com essas ocorrências além de outros afazeres prazerosos.

Se fossem muitos mais os dias, era melhor ainda.

9 comentários:

Anônimo disse...

É..., tá mais pra bonito mesmo!

Beijo,
Pricila.


Encantada com o blog dos meninos. Só hoje é que reparei na lista "pra visitar".

Naduska disse...

Que boniteza! O Gueminho me apresentou o seu blog e estou apaixonada pelas delicadezas que tenho lido! Também tenho um, pode me visitar: nadjaforsale.blogspot.com

É um prazer conhecê-la a partir de seus textos.

Naduska

Gabriela Chiaretti disse...

Acho lindas as coisas que você escreve. As ilustrações também, maravilhosas. Mais uma fonte de inspiração para meu blog.

Um grande beijo. Saudades.

Gabriela Chiaretti disse...

Ha! Mais um comentário. Adoro ler textos simples(pequenos detalhes que fazem parte do nosso dia-a-dia). Acho bacana como pequenas sutilezas fazem nossa vida mais bonita.

Outro graaande beijo.

Lelena Lucas disse...

Pricila,
Saudades de você, amiga.

Naduska,
Obrigada pela boa visita! Dê um beijo no Gueminho por mim. Vou voltar no seu blog com calma pra ler mais.
Beijo

Gabi,
Escrever é um exercício gostoso que a gente começa e acaba fazendo sempre. Desenhar também.
Beijocas pra você.

Cláudia Paulino disse...

Maria Helena, minha flor de delicadeza !!! Obrigada pelos comentários lá no fufuquices !!! Obrigada tbm pelas sugestões... Olha, tem um selinho procê lá no blog... vai lá ver !!! Beijos no coração !!!

Walmir disse...

Ah meus dias de pé no barro e peixe na linha. paz e bem, Lelena.

Lelena Lucas disse...

Walmir querido,
Nossos peixes estavam quase só na idéia, pois eram poucos e pequeninos. Não tinha linha também não, só imaginações boas. Beijos.

Walmir disse...

Mas que tanto de samambaia bonita.
Beijo.